domingo, 5 de agosto de 2012

TEMPO TEMPO TEMPO e A ESPERA DA ESPERA DA ESPERA

Sábado da semana passada estive com minha irmã mais velha, Camilla, que desde muito pequena dizia querer ser advogada, casar e ter filhos. Hoje é uma super advogada da Telefônica/VIVO, casada há 15 anos e tem 3 filhos. Ela se liga muito no assunto gravidez e o prazer dela e das amigas ao falar sobre suas experiências de pançudas no chá de bebê da minha sobrinha e afilhada Ana Helena, foi uma das injeções de ânimo para escrever e fazer o espetáculo " Meu Trabalho é um Parto".
Por esse motivo, mas minhas gravidezes Camilla me telefonou e me procurou mais do que a média normal da nossa relação de irmãs.
No sábado estivemos juntas na casa da minha irmã mais nova, Marilia, que batizará Ian e como uma grávida é sempre um evento e o assunto rende, lá estávamos nós falando da minha gravidez.

- E aí Veri, quantas semanas mesmo ?
- Depois de amanhã completaremos 38 semanas Cã... 
- Pode nascer a qualquer hora então! A Ana nasceu de 37 e o o Lipe de 39. Quando completaram 38 semanas na gravidez do Lipe, me deu uma certa pressa e aí resolvi ir até o Pão de Açúcar andando, fiz compras pesadas, voltei para casa carregando as sacolas, subi as escadas do prédio ao invés de ir de elevador e no dia seguinte o Luís Felipe nasceu. Ah! E eu e Fred transamos bastante também. Tivemos uma noite intensa! O Frederico até se sentiu culpado por achar que foi o sexo da noite que acelerou o parto. Pode começar a fazer esforço Veri! Não deixa chegar em 40 semanas! O Ian vai crescer e engordar de mais e seu médico vai querer te fazer cesárea. Carregue peso, suba escadas e transe bastante.

Sempre desconfiei ser uma pessoa vulnerável a opiniões e suscetível a dicas populares. Sou uma pessoa facilmente enganável. Costumo acreditar em tudo ou quase tudo que me dizem e depois desta conversa com minha irmã passei a ter certeza que sou uma ótima cobaia para experiência cientificamente NÃO comprovadas.

" Meu Deus do céu... A Camilla tem razão. Ian estava pesando 2,250 há duas semanas, esse semana ele já deve estar pesando 3 Kg e pouco, chegará a 4 Kg no quadragésima semana e vai ficar mais difícil para sair pelas minhas pernas. Cesárea não !!!!!!  Preciso acelerar esse processo já !"
Já disse em um post que não há regras para uma gravidez , muito menos regra de três mas insisto nestes cálculos e previsões. Ou seja: uma tonta !

Acordei no dia seguinte, domingo, e fui ao supermercado. Eu tinha que fazer compras de qualquer forma, faltavam frutas em casa e eu estava louca para fazer uma super salada com elas. Mas fui às compras com uma empolgação diferente da normal.
Eu ia imitar minha irmã mais velha.
Ia carregar peso de compras para ajudar Ian nascer. Não do Pão de Açúcar pois a economia aqui de casa não é de SUPER advogada da Telefônica, é de atriz desempregada e grávida e de ator/professor universitário do Brasil. Portanto nossas compras são feitas no Dia%.
Ao passar o cartão de crédito e acabar de guardar organizadamente os mantimentos para a "SEMANA 38" nas minhas sacolas retornáveis que amo de paixão, ouço a voz de um funcionário do Dia% me oferecendo ajuda .

- Não! Muito obrigada ! Estou bem e posso carregar as sacolas sozinha.

Voltei para casa, desempacotei tudo, subi no banquinho para guardar o que deve ficar em prateleiras mais altas do armário da cozinha e não me poupei em subir várias vezes as escadas da casa que me trazem ao escritório onde fica o computador.
Mais tarde fomos eu e meu amor ao "Churrasco de Fraldas" de uma grande amiga que engravidou um dia antes de mim, Luiza Gottchalk.
Todos cederam suas cadeiras e acentos para mim e não aceitei a oferta de ninguém! Aliás, se eu pudesse ter passado a gravidez de pé teria sido maravilhoso! Se eu tivesse conseguido instalar uma barra de madeira ou metal, tipo pau de arara, na minha sala melhor ainda! Ficar com os braços para cima me facilita a passagem de ar para os pulmões.
Luiza me contou que Nina já estava pesando 3,200 kg e que ela estava achando que na virada da lua cheia do meio da semana que estava para entrar, ela daria a luz pois suas contrações estavam mais frequentes.

"Ai meu Deus do Céu... Eu não tenho contrações. E se Ian estiver pesando o mesmo que Nina as coisas começam a ficar mais GORDAS e complicadas para meu tão sonhado 'partinho natural' ! Preciso acelerar esse processo. Essa semana irei a academia TODOS OS DIAS, farei caminhadas na esteira e nadarei como nunca na gravidez."

No fim da tarde ao sairmos do churrasco, fomos conhecer o novo apartamento de uma amiga que não me lembro porque colocou seu lap top no meu colo para que eu pesquisasse algo no "Tio Google".
Péssima idéia dar acesso ao Google para uma grávida em fim de gestação. P É S S I M A !
Dei aquela "googlada básica" em dilatação e contração.
Vieram informações óbvias de mais. Então tentei em acelerar e estimular. E choveram os papos de LOUCAS GESTANTES APRESSADAS de chat em site sobre gravidez e dicas cientificamente questionáveis sobre o assunto.
Mas como sou tonta, acredito em dicas e crendices populares! E na minha atual falta do que fazer não custa nada acatar opiniões do "Dr. Google". Li tudo que pude e confirmei que minha irmã mais velha tem razão.
ANDAR BASTANTE, SUBIR ESCADA, CARREGAR PESO E TRANSAR serão a solução.
Mas tinha uma dica que me pareceu muito pertinente e que Camilla não sugeriu ! Estimular o bico dos peito por causa de ocitocina.
Depois vieram outras como tomar chá de canela com gengibre, comer coisas apimentadas, comer abacaxi (nele encontramos uma substância que colabora no trabalho de parto, porém é preciso comer em grandes quantidades pois a tal substância é encontrada na fruta em fração decimal), tomar banhos bem quentes, aquecer bem o corpo e principalmente os pés (essa vem da medicina chinesa) entre outras bobagens que não custa tentar!
Voltei parta casa decidida a iniciar a semana  fazendo tudo que aprendi com o "expert Google".
E assim foi !
Fiz tudo, tudinho!
Aumentei meu tempo de esteira na academia, nadei em velocidade maior do que vinha nadando e dei impulsos mais fortes na parede da piscina a cada virada. Fiz alongamentos com uma garra e fé incríveis e tive que ouvir meu professor aconselhar: MENOS AMPLITUDE VERI !!!
"Ai que saco esse cara! Menos amplitude não! Mais! Quero uma cratera entre minhas pernas !"
Subi as escadas da academia e de casa  amortecendo menos os joelhos pensando em dar tranquinhos para o Ian descer, fiz agachamentos no espaldar e durante os banhos quentes tomados terapeuticamente na ducha deliciosa da ECOFIT. Comprei conchas reparatórias de silicone para os seios como meu médico indicou, apertei e espremi os bicos do peito empolgadamente, tomei chá de canela com gengibre e transei segunda, quarta , sexta e sábado - 4 vezes na semana!!!!- como só havia acontecido nas férias de natal e Reveillon na República Dominicana no comecinho da gravidez.
Sabendo o quão ansioso meu amor tb está em ter Ian nos braços, não me preocupei com a possibilidade de Galdino querer estender esse tempo de espera para transar 4 vezes por semana.
Mas Ian não nasceu.
Ian continua aqui.
Nenhum sinal de contração.
Descobri que não tive contrações durante a gravidez como acontece com muitas mulheres. O que tive foi " Ian espreguiçando dentro de mim " e  as contrações serão de fato uma surpresa, algo inédito para mim quando chegarem.
Na quarta fomos ao suposto último ultrassom. Ele está encaixadinho e é a cara do Galdino! Lambeu o braço, mostrou a língua e sorriu para nós. Minha placenta está ainda de grau 1, ela está jovem, forte, espessa e poderosa. Meu líquido amniótico existe em um volume acima do esperado e tudo indica que Ian não nasceria essa semana.
Talvez nem na próxima.
Cada gravidez é única, cada corpo também e comparar meus sintomas com o de outras mulheres é um grande erro. Comparar qualquer coisa das nossas vidas com a de outras e até mesmo com a nossa própria vida no passado é um grande erro já dizia meu psicanalista José Neves.
E agora ? O que fazer ?
Quartinho pronto, álbum com fotos da espera feito por papai a disposição para quem quiser ver a progressão aritmética da minha pança, documentos do plano de saúde empilhados sobre a mesa da sala com todos os ultrassons e exames feitos durante toda a gravidez  e que devem ser levados para a maternidade, freezer abarrotado de pratos prontos congelados que me dediquei a prepará-los na semana anterior pensando na minha comodidade para o primeiro memento de amamentação... o que mais ?... Vamos ver... o que mais ? ... ... ...
Tá tudo pronto!
Só falta você chegar meu amor!
Mamãe e papai já fizeram tudo que deveria e precisava ser feito.
Agora só falta você iê iê-ê, agora só falta você!
Hoje você está especialmente quieto meu filhinho. Não tens noção do quanto isso me angustia. Ainda bem que você teve um solucinho- você soluça bastante o que dizem ser ótimo- por volta do meio dia e vinte enquanto eu e papai assistíamos ao tio Níveo na  "Sopa de Pedra" da Tatiana Belink no Sesc Bom Retiro.
Como foi bom assistir a um ótimo espetáculo infantil, me emocionar, chorar a cada canção da peça e imaginar você daqui um tempo se divertindo conosco e com outras crianças nas salas de teatro dos SESCs e de toda São Paulo...
Quantas coisas a gente vem planejando para você meu anjinho!
Um monte de gente sonhando com sua chegada! Até mamadeirão gigante você anda tomando nos sonhos da sua tia e madrinha Marilia que me mata de inveja por já ter te visto com muito cabelo, carequinha, mamando muito...
Eu não sonho com você dormindo. Acordada sim!
Preciso me relembrar o tempo inteiro que uma gestação pode ir até 42 semanas, que os médicos de hoje fazem uma conta toda esquisita onde o primeiro dia da última menstruação é incluído neste cálculo e que o imediatismo do mundo moderno pode nos enlouquecer.
Chegue para nós no seu tempo meu amor pois você, melhor que ninguém, sabe qual é a hora certa para se juntar a nós.
Mas mexe um pouquinho para me tranquilizar.
Me emocionei e estou chorando.
Grávidas choram... Lembram ?
Vou desligar o computador e descer as escadas sem amortecer as pisadas na esperança do Ian descer mais um pouquinho.
"Mas você não acabou de dizer para seu filho que ele virá na hora que for melhor para ele, Veridiana sua LOUCA".
Falei ! Mas não custa nada dar uma forcinha!
Porém de uma coisa eu estou certa: ouvir conselhos de irmã e de quem quer que seja é uma péssima idéia no final da gravidez. P É S S I M A !
Mas na falta do que fazer e na espera da espera da espera acabamos tendo péssimas idéias, mas que nos distraem fazendo o tempo passar.
Esperar o tempo passar neste momento é o melhor a fazer.
"És um senhor tão bonito
quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo
Vou lhe fazer um pedido
tempo tempo tempo... http://youtu.be/jHTcEj_Am2E


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário